16 de outubro de 2014

»Coleção de Figurinhas de Megeras

Hag
Megeras são seres mágicos femininos que se assemelham as bruxas malévolas dos contos de fadas, porém menos adeptas ao disfarce trouxa. Elas não gostam de freqüentar ambientes não-bruxos, sendo Hogsmeade um dos seus únicos refúgios. Megeras têm quatro dedos em cada pé, e ainda são capazes apenas de realizar magia rudimentar.

Elas são classificadas como seres pelo Ministério da Magia; a inclusão delas foi uma das razões que decidiram pela permanência dos centauros como criaturas. Megeras desejam carne humana e são conhecidas pelo hábito selvagem de devorar crianças.

Megeras podem ser totalmente apavorantes, aparentemente, desde que Quirrell teve "um problema feio" com uma durante o ano em que esteve fora adquirindo experiência prática contra as Artes das Trevas. Enquanto Harry se hospedava no Caldeirão Furado, ele viu uma megera suspeita com o rosto semi-escondido por uma carapuça de lã, que pedira um prato de fígado cru.

Honória Nutcombe fundou a Sociedade de Regeneração de Megeras, na qual apóia as ações em benefício das megeras, para sua devida reinclusão na sociedade bruxa. Relatos muito interessantes sobre esta espécie são encontrados no livro Férias com Bruxas Malvadas, um dos bestsellers do autor e escritor Gilderoy Lockhart (comprado no Floreios e Borrões a preços baixos).

As versões brasileiras se confundem quanto ao termo original "hag". Além de megeras, também podemos encontrar termos relacionados como "feiticeira(s)", "bruxa(s) malvada(s)" e "bruxa(s)". Porém o termo mais adequado "megera" se encontra no manual oficial das criaturas: Animais Fantásticos e Onde Habitam.

1. Babayaga (Medieval, Datas Desconhecidas) Uma megera russa que morava em uma cabana situada em cima de uma perna de galinha gigante. Comia crianças no café da manhã - e provavelmente no almoço e no chá da tarde também.

2. Malodora Grymm (Medieval, datas desconhecidas) Bruxa conhecida por ter usado uma poção embelezadora para esconder sua verdadeira forma. Ela se casou com um rei e sempre que podia usava de um espelho encantado para reforçar sua auto-imagem. Tornou-se ciumenta em relação à garota mais bonita da terra e a alimentou com uma maçã envenenada.

3. Leticia Somnolens (Medieval, Datas Desconhecidas) Essa megera maldosa estava com ciúmes da filha do rei e a fez espetar o dedo no fuso de uma roca onde ela havia colocado a Poção do Morto-Vivo. Um jovem bruxo que havia manchado seus lábios com a Poção Wiggenweld a beijou e a trouxe de volta de seu transe.

4. Velha Mãe Hubbard (Medieval, datas desconhecidas) Megera que atraía animais de rua para sua casa e os fazia passar fome até morrerem.

5. Cordelia Misericordia (1298 - 1401) Representante das megeras no cume do Conselho de Bruxos do século 14.

0 Corujas:

Postar um comentário