26 de setembro de 2015

»Quem ficou melhor? Luna ou Lady Gaga

Bom dia para você do mundo mágico! Eu, Gilderoy Lockhart, trago o Semanário das Bruxas de Setembro com o Quem ficou melhor. O verão está ligeiramente demorado, com sua brisa de cair as folhas, faz com que elas caiam em espiral em direção ao chão. O outono é muito poético, você sabe. Ainda no outro dia eu estava dando um passeio e admirando as folhas em mudança, quando me deparei com uma banca de jornais na calçada, onde havia uma edição do Semanário das Bruxas do mês passado.

Ao ler a minha entrevista, e ver a capa que revelou mais uma vez o quão maravilhoso meu corte de cabelo ficou na foto da revista brilhante, eu pensei comigo mesmo: Gilderoy, por que você não adiciona ao clima mágico do ar de outono algo extraordinário e generoso?

Então, eu peguei minha Pena de Avestruz favorita e autografei cada edição do Semanário que estava na banca de jornais. Eu já havia horando algumas edições do Profeta Diário com meu espirito de ir acima e além do meu dever. Você deve ser um dos leitores de sorte para comprar uma cópia assinada da revista do mês passado, só sei que foi a magia especial desta época do ano que inspirou a fazer um belo ato como tal. Agora, a comparação deste mês:
À esquerda temos a naturalista, Luna Lovegood e à direita temos uma cantora pop trouxa que  se denomina Lady Gaga. Estas senhoritas estão usando um tipo de chapéu estelar. Um bom chapéu pode fazer muita coisa com a aparência e esses são ambos excelentes exemplos, mas quem ficou melhor? 

Lovegood experimentou diferentes tecidos e texturas. O chapéu de Lovegood literalmente devora seu rosto. Eu acho que é um efeito agradável. Isso mostra que o naturalista realmente gosta de viver no limite e se comunica com uma espécie de ousadia que eu acho bastante atraente. Enquanto o chapéu de Gaga tem um tipo de espinhos de ouriço em seu lindo rosto (Eu me pergunto qual seria a reação de Lovegood sobre a utilização de materiais colhidos de animais), a faz parecer inacessível e causa um pouco de medo de ser espetado. É o tipo de arte da moda que pode ser admirada de longe.

Em outras ocasiões elas já foram vistas usando roupas e acessórios parecidos, gerando comparações. O que eu acho um bobagem, o que importa é o determinação que cada uma tem em se vestir radiante.
Mas agora, indo a avaliação fianl, eu acredito que eu tenho que conceder a vitória desde duelo para Lovegood com seu uso de múltiplos têxteis e por se comprometer com a cabeça do leão gigante. É uma afirmação ousada e deve, assim, ser reconhecida.

Até a próxima vez, meus lindos leitores! Fique radiante!

0 Corujas:

Postar um comentário