Retratos

As fotos e quadros bruxos têm as imagens normalmente animadas, de forma bem variante. Por exemplo, algumas imagens simplesmente se movem repetidamente, como é o caso de uma foto do Profeta Diário.

Quadros e pinturas, por outro lado, em especial as de Hogwarts, são uma impressão da pessoa ou animal pintado, possuindo personalidade, opinião e podem mudar de quadro, desde que exista um outro quadro da pessoa em questão, em algum lugar.

» Alvo Dumbledore
Um dos bruxos mais famosos, Dumbledore foi diretor de Hogwarts de 1955 à 1997. Além de ser considerado um dos bruxos mais brilhantes dos tempos modernos, teve papel fundamental nas lutas contra os bruxos das Trevas, Grindelwald e Voldemort. Logo após se formar em Hogwarts, Dumbledore tornou-se amigo de Grindelwald, e os dois planejaram a dominação bruxa sobre os trouxas e, além disso, planejaram também adquirir imortalidade e poder, através das Relíquias da Morte.

Quando sua irmã, Ariana, morre acidentalmente durante seu confronto com Grindelwald, Alvo, arrependido por sua arrogância e busca incessante pelo poder, contenta-se com seu cargo de professor de Transfiguração em Hogwarts – e mais tarde, Diretor. Ele derrota Grindelwald em 1945 e toma posse da Varinha das Varinhas. Dumbledore morreu com 116 anos.

» George Von Rheticus
Famoso astrônomo, seu retrato escondia uma passagem secreta entre a grande escadaria e o corredor do sétimo andar. Sua senha era Canalha Indecente. Quando Hannah Abbott pediu um atalho para algum lugar perto da Sala Precisa, para que ela não fosse pega por Dolores Umbridge, Harry Potter disse a ela sobre o retrato.

Havia um outro retrato dele pendurado na entrada do Viaduto, escondendo um atalho para a grande escadaria. A senha era Iunctis viribus. Ele tinha ainda mais um retrato ao lado de banheiro feminino do segundo andar, perto do Corredor das Tapeçarias. Não escondendo qualquer atalho, este retrato sabia sobre os eventos atuais na escola e gostava de ajudar manter os alunos fora de problemas.

No entanto ela se recusa a ajudar as pessoas a quem ele suspeita que são, como ele dizia, canalhas. Em sua opinião, nenhum canalha é bom em Astronomia, então quando ele acha que alguém é um, ele pede-lhe para preencher uma carta de estrela, a fim de saber se eles são confiáveis.

» Giffard Abbott
Cercado por três escadas diferentes, o patamar central que corresponde ao primeiro andar do castelo abriga o retrato de Giffard Abbott, que, acompanhado de seu inquieto mascote, defende um atalho para o Pátio de Transfiguração. Por ter sido Diretor da Lufa-Lufa, apenas os alunos desta casa ou aqueles que possuem a senha podem atravessá-los. Sua senha era Ovo de Dragão.

Havia um outro conjunto de retratos dele, escondendo outra passagem secreta entre a Torre do Relógio e o corredor fora da biblioteca; a senha necessária para acessar esse atalho foi Tempus Neminem Manet".

Em algum momento de 1996 e 1997 seu retrato foi transferido para um outro patamar da grande escadaria. No entanto, ele ainda guardava uma passagem secreta para o mesmo lugar. Sua senha tornou-se Luz Contra a Escuridão. Ele tinha uma propensão para melancolia, e era ouvido suspirando: Ah, ser jovem outra vez.

Giffard Abbott é gentil e preza lealdade e bravura. Está sempre narrando suas aventuras enquanto jovem estudante e encorajando os alunos a enfrentarem seus desafios e superarem seus temores, exceto quando está absorto numa das tentativas de acalmar o seu cão. 

O nobre possui ainda quadros nas Cozinhas e no Corredor da Lufa-Lufa.

» Damara Doderidge
Damara era conhecida por ser sempre muito cansada e com fome. Muitas vezes ela perguntava ao companheiro Giffard Abbott se tinha alguma coisa para comer. Em 1996 ela pareceu parar de sonhar constantemente com comida e reclamar de seu cansaço. Ela disse estar com fome uma vez na hora do almoço, somente. Em algum momento daquele ano, ela pareceu ter desenvolvido uma paixão por Sir Cadogan, chamando-o 'bonitão'.

O retrato de Damara foi transferido para um outro lugar na Grande Escadaria. Apesar deste movimento, ela ainda guardava uma passagem para a Torre do Relógio, inacessível para todos, que não tinha a nova senha: Cadogan Bonitão. Provavelmente Damara tem algum parentesco com Daisy Doderidge, a fundadora do Caldeirão Furado.

» Walter Aragon
Aragon foi diretor de Hogwarts até 1943. Ele parecia ter um interesse em Trato das Criaturas Mágicas, foi autor de pelo menos um título sobre o assunto. Há dois retratos de Aragon, um no escritorio do diretor, para dar conselhos ao atual e outro na grande escadaria.


» Elizabeth Burke
Conhecida também como Dama da Sonserina, Elizabeth foi diretora de Hogwarts em algum momento de 1600. Em 1991, o retrato de Elizabeth foi pendurado na grande escadaria, acima das escadas entre o arco para o Hall de Entrada e porta de entrada para o primeiro andar.

Em 1995 seu retrato já não era pendurado no patamar do primeiro andar da grande escadaria, mas dois andares abaixo, no corredor que dava acesso as Masmorras. Os únicos que possuíam a senha era os alunos da Sonserina, que era Sonserinos Dominam. Havia um outro retrato dela, pendurado perto da entrada para a sala de aula de Poções, escondendo uma passagem para o corredor do sétimo andar. Sua senha era Facta, non verba.

Em 1995, Shanks tinha um retrato pendurado na biblioteca de Hogwarts, guardando um atalho para o corredor do quarto andar, sob a senha Nenhuma notícia é uma boa notícia. Atalho disse que foi reservado apenas para funcionários. Quando Harry Potter, que estava sendo altamente desacreditado pelo Profeta Diário, no momento, perguntou se poderia usar esta passagem secreta, Shanks abriu uma exceção para o aluno que era constantemente atacado pelo Profeta. O retrato concordou em dar ao estudante a senha em troca de a manchete do dia: Morte Trágica de Funcionário do Ministério da Magia, que relatava o assassinato de Broderico Bode.

Shanks tinha um outro retrato na grande escadaria, ocultando uma passagem secreta para a Torre do Relógio. Sua senha era Audaces fortuna iuvat. Em 1996 o retrato de Temeritus era mantido no mesmo lugar na Biblioteca, mas com um atalho diferente, levando a grande escadaria. A nova senha era Noticias Felizes. O mesmo atalho também poderia levar para o corredor do segundo andar.

Temeritus Shanks era um bruxo bastante ingênuo, acreditando que tudo o que ele lia nos jornais. Apesar disso, ele foi corajoso, falando o nome de Lord Voldemort em voz alta. Ele ficava feliz em ajudar os alunos em assuntos que ele considera ser sensacional, até o ponto de dar sua senha para eles, apesar da passagem a ser reservado apenas para a equipe.

Percival Pratt era um poeta. Ele tem um retrato pendurado na grande escadaria do castelo de Hogwarts. Ele é retratado como um homem com uma túnica vermelha, escrevendo em sua mesa, com um céu estrelado e lua cheia atrás dele. Ele é muitas vezes ouvido dizer rimas e charadas para os alunos que caminham por perto. Pratt muitas vezes incentiva os alunos a "tirar um tempo todos os dias para rimar e contar a ele". Até 1996, retrato do Sr. Pratt guardava um atalho entre a grande escadaria e a Casa dos Barcos, usando a senha Essa senha é um absurdo.

Foi da casa Corvinal, professor e diretor de Hogwarts em 1926. Em 1995, seu retrato foi pendurado na grande escadaria guardado um atalho que leva ao corredor do segundo andar, perto da Biblioteca. Ele segurava um relógio de bolso e sua senha era Sucesso estudioso. Ele ficava feliz em ajudar qualquer mentes curiosa que descobrisse de onde Rowena Ravenclaw veio.

No próximo ano lectivo, o retrato foi transferido para as Masmorras. Ele ainda guardava uma passagem secreta, desta vez levando a grande escadaria. Sua senha tornou-se Bibliotecas Liberate.

» Vindicto Viridiano
Com base em seu retrato, Viridian foi um mestre em Poções. Viridiano foi diretor de Hogwarts até 1703, quando morreu. Também durante sua vida, ele publicou um livro famoso sobre maldições: Maldições e Contra-Maldições.

Dois retratos dele estão pendurados em Hogwarts. Um foi pendurado no escritório do diretor, juntamente com os retratos de outros diretores e diretoras, e outro na grande escadaria. No ano de 1995, o retrato da Viridiano na grande escadaria foi usado para esconder a entrada da Sala de Recompensas. Ele fica frequentemente irritado com toda a agitação da vida escolar dos alunos.

» Ana Bolena
Ana Bolena (1501 - 19 de maio de 1536) foi rainha da Inglaterra de 1533 a 1536, sendo a segunda esposa de Henrique VIII de Inglaterra, mãe da rainha Isabel I de Inglaterra, bem como marquesa de Pembroke. Seu casamento com Henrique VIII foi polêmico, do ponto de vista político e religioso, e resultou na criação da Igreja Anglicana. A ascensão e queda de Ana Bolena, considerada a mais controversa rainha consorte da Inglaterra, inspiraram inúmeras biografias e obras ficcionais.

Na manhã de sexta-feira, 19 de maio, Ana Bolena foi executada, não na Torre Verde, mas sim num andaime erigido sobre o lado norte da Torre Branca, em frente do que é hoje as Casernas de Waterloo. Ela usava um saiote vermelho sob um avulso, um vestido de tordilha de damasco aparado na pele e um manto de arminho. Acompanhada por duas assistentes do sexo feminino, Ana fez seu último passeio da Casa da Rainha à Torre Verde.

Uma renomada Herbologista e autora do livro Mil Ervas e Fungos Mágicos, Madame Spore foi diretora de Hogwarts até 1408. Ela possui dois retratos diferentes no escritório do diretor, um com uma mulher de meia idade e o outro descrita como uma bruxa mais jovem com longos cabelos escuros.

» Brian Gagwilde
Possuiu dois retratos em Hogwarts, um jogando xadrex junto com Walter Aragon e um na grande escadaria. Foi diretor de Hogwarts entre 1300. Escreveu um livro chamado Jiggery Pokery and Hocus Pocus.

» Newt Scamander
Famoso magizoologista e escritor, Newt nasceu em 1897. Possuiu um retrato no escritório do diretor apesar de não ter sido um. Ele atualmente vive em Dorset com a sua esposa, e seus três amassos: Hoppy, Milly, e Mauler.

Newt Scamander desenvolveu um interesse em animais fabulosos desde de pequeno com o incentivo da Sra. Scamander que era uma criadora entusiástica de hipogrifos de luxo. Aos sete anos de idade, ele passava horas desmembrando Toletes no seu quarto. Apesar de ter um quadro em Hogwarts, Newt está vivo e tem 118 anos. 

Após sua aposentadoria, Dippet foi acusado pelo incidente com o Ford Anglia voador em 1992 por Leonora Gore e Daphne Maubyslin. Ele morreu antes de dezembro daquele ano e, desde então, seu retrato foi pendurado na sala do diretor. Ele aparece numa figurinha dos Sapos de Chocolate. O Diretor Dippet se aposentou antes de 1955, deixando o Prof. Dumbledore em sua posição como na Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts. Ele tinha, pelo menos, 318 anos de idade.

Um retrato de Dippet foi pendurado na Sala do Diretor, descrevendo-o com vestes azul e bronze. Em 1995, ele deu uma bronca no retrato de Fineus Nigellus Black, que estava fingindo cansaço para poder evitar ir ao Largo Grimmauld, nº12 como Dumbledore o pedira. Ele era devotado a servir o diretor que fosse.

Antes de a comunidade bruxa ser forçada a se esconder, não era incomum para um bruxo viver na comunidade trouxa e manter o que hoje entendemos como trabalho trouxa. Acredita-se que três esposas o deixaram, há rumores de que ele teria dezessete filhos conhecidos.

Acredita-se amplamente nos círculos bruxos que Sir Cadogan era um dos famosos Cavaleiros da Távola Redonda, embora pouco conhecido, e que ele conseguira esta posição através de sua amizade com Merlin. Ele certamente foi retirado de todos os volumes trouxas da história do Rei Arthur, mas as versões bruxas dos contos incluem Sir Cadogan ao lado de Sir Lancelot, Sir Bedivere e Sir Percivale. Estes contos mostram que ele é cabeça-quente e apimentado, e corajoso ao ponto da temeridade, mas um bom homem no fim das contas.

O encontro mais famoso de Sir Cadogan foi com a Serpe de Wye, uma criatura dragônica que estava aterrorizando o Ocidente do país. Em seu primeiro encontro, a fera comeu o belo corcel de Sir Cadogan, mordeu sua varinha ao meio e derreteu sua espada e viseira. Incapaz de enxergar através do vapor que surgia de seu capacete derretendo, Sir Cadagon mal escapou com vida. No entanto, ao invés de fugir, ele cambaleou em um pasto próximo, pegou um pônei gordo, pequeno, que estava por lá, saltou em cima e galopou de volta para a serpe com nada além de sua varinha quebrada em sua mão, preparado para enfrentar uma corajosa morte. A criatura abaixou a cabeça assustadora para engolir Sir Cadogan e o pônei, mas a varinha fragmentada e em brasas perfurou a língua dela, fazendo com que as emanações gasosas subissem do estômago dela e causassem sua explosão.

Bruxas e bruxos idosos ainda usam o ditado ‘Eu vou levar o pônei de Cadogan’ para dizer ‘eu farei o melhor que puder em uma situação complicada’.

O retrato de Sir Cadogan, que está pendurado no sétimo andar do Castelo de Hogwarts, o mostra com o pônei que ele montou para sempre (o qual, talvez compreensivelmente, nunca gostara muito dele) e retrata com precisão seu temperamento quente, o seu amor por desafios temerários e sua determinação para vencer o inimigo, venha o que vier.


0 Corujas:

Postar um comentário